terça-feira, 30 de outubro de 2012

Centro de Interpretação das Pedras Parideiras

(Arouca) - Será inaugurado no próximo dia 03 de novembro às 15:30, o Centro de Interpretação e o núcleo museológico das Pedras Parideiras. A estrutura também é composta por um percurso pedonal de visita, em torno da pedra principal de afloramento. Obra orçada em cerca de 190 mil euros, financiada em cerca de 60% pelo programa PRODER (Programa de Desenvolvimento Rural), medida 3.1, gerido localmente pela ADRIMAG.

Pedras Parideiras da Castanheira

(Arouca) - Na aldeia da Castanheira, freguesia de Albergaria da Serra, ocorre o mais famoso fenômeno geológico de Arouca, conhecido por Granito nodular da Castanheira ou de maneira popular por Pedras Parideiras.

As Pedras Parideiras. são fruto de um fenômeno geológico raro, onde um pequeno tipo de pedra, se desprende de uma rocha maior, denominada rocha-mãe.

Os nódulos (encraves ou jogas) que se separam, possuem de 1 a 20 cm. de diâmetro, e são compostas pelos mesmos elementos mineralógicos do granito. Estes nódulos ao se desincrustarem dos núcleos da rocha-mãe, deixam uma camada externa em baixo relevo e espalham-se à volta desta. Transformadas a cerca de 280 a 320 milhões de anos, encontram-se sempre emparelhadas em rocha mãe e filha, que se vão soltando com a erosão dos tempos.

O granito da Castanheira é considerado uma "anomalia" do granito da Serra da Freita. Em 1993, três geólogos do Reino Unido publicaram um estudo sobre a génese deste granito. Concluíram que a sua formação terá ocorrido devido à separação, na fase final da cristalização magmática do granito, de um fluido cloretado rico em voláteis. No processo ter-se-à gerado um gradiente químico na interface magma / bolha de voláteis, que favoreceu a complexação e a mobilização de ferro do magma residual. A bolha, menos densa que o magma, terá ascendido, ficando como que a flutuar no tecto desta porção da câmara magmática.

Este tipo de granito é único em Portugal e raro no mundo. Estão situadas na Serra da Freita em Portugal e na Rússia, perto de S. Petersburgo. Por se tratar de um fenômeno raro, pede-se aos visitantes destes locais que não recolham pedras para uso pessoal. Mitologicamente as Pedras Parideiras simbolizam a fertilidade na tradição da região, ainda presente nas crenças locais. Acredita-se que dormir com uma pedra parideira debaixo da almofada, aumenta a fertilidade.

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

68º Feira das Colheitas - "Instantâneos"

(Arouca) - Chega ao fim mais uma edição da Feira das Colheitas. A festa e feira mais aguardada do ano, seja em nosso Concelho ou Distrito, tem o poder de crescer, se reinventar e divulgar a cultura e vida do povo arouquense, misturando aspectos do passado ao presente.

Em uma Vila renovada e levemente modernizada, a Feira das Colheitas sofreu um enorme salto de qualidade, seja nos aspectos visuais, estruturais e consequentemente, na qualidade de tudo que nos foi apresentado. Deixamos registados em imagens os instantâneos deste ano. Ansiosos, esperamos a próxima edição, desejando os melhores votos econômicos e festivos, sem nunca perder a simplicidade e alegria do povo arouquense.

Fotos: Município de Arouca/ Flanklim Ferreira - Montagem: António Gabriel (Folclore de Arouca)